menu

Brasil

20/11/2015


Procuradoria Geral da República pode entrar com nova denúncia contra Cunha

A Procuradoria Geral da República, comandada por Rodrigo Janot, apura se o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), também cometeu o crime de evasão de divisas.

O fato poderá ser confirmado com base em dados do Banco Central, que dirão se Cunha realmente omitiu recursos no exterior. Em caso positivo, Janot poderá ingressar com uma nova denúncia contra o deputado no Supremo Tribunal Federal.

Segundo reportagem publicada no site da revista Época, Janot encaminhou na última sexta-feira 13 ao Banco Central um ofício solicitando esclarecimentos sobre o dinheiro de Cunha e de sua esposa, a jornalista Cláudia Cruz, na Suíça.

De acordo com a atual legislação brasileira, todo cidadão que tiver mais de US$ 100 mil é obrigado a declarar ao Banco Central. A pena para os infratores varia entre dois e seis anos de prisão, mais multa.

Notícias relacionadas