menu

Pernambuco

04/05/2015


Professores estaduais em greve realizam assembleia geral

Os professores da rede pública estadual de ensino, em greve desde o dia 10 de abril, realizam assembleia geral nesta segunda-feira. O encontro está marcado para as 14h, no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções. Em pauta, o balanço da reunião realizada no dia 1º de maio com representantes do governo do estado e os rumos da paralisação.

Também nesta segunda-feira, os professores aderem à mobilização nacional "Dia de luto e de luta" e vestem preto em protesto contra a violência praticada contra os trabalhadores do Paraná, pela valorização profissional, melhores salários, condições de trabalho e em defesa de educação pública de qualidade.

Em assembleia realizada na tarde da quinta-feira passada, os professores estaduais de Pernambuco decidiram manter a greve por tempo indeterminado. A reunião da categoria aconteceu em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco. Após o encontro desta quinta, o grupo saiu em caminhada pela Avenida Conde da Boa Vista até a Avenida Guararapes. A mobilização faz parte do calendário da greve nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), dentro da 16ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública.

Os trabalhadores cobram a aplicação do reajuste de 13,01% referente ao Piso Nacional dos Professores (13,01%) para todos os professores. Projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa de Pernambuco, no dia 31 de março, prevê o reajuste para menos de 10% da categoria.

Nesta segunda-feira, a corte do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) deve julgar a ilegalidade da paralisação. Desde o dia 20 de abril, o TJPE cobra uma multa diária de R$ 30 mil ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) pelo não retorno às atividades. No dia 15 deste mês, a Justiça determinou o fim da mobilização e e volta imediata às aulas. 

Diario de Pernambuco

Notícias relacionadas