menu

Brasil

27/01/2014


Professores recebem formação para atuar no Programa Brasil Alfabetizado

Maranhão

Garantir unidade do conhecimento pedagógico e das ações que serão ministrados na formação inicial do Programa Brasil Alfabetizado (PBA), ciclo 2012, execução 2014, foi o foco principal do Seminário de Ação Alfabetizadora, realizado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), no sábado (25), no auditório Marly Sarney da Fundação da Memória Republicano, Convento das Mercês, em São Luís.

Ao participar do seminário, o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, destacou as quatro metas da secretaria para alcançar a melhoria do processo ensino aprendizado. "Não mediremos esforços no sentido de melhorar os indicadores educacionais do Maranhão, para isso, a Seduc traçou quatro metas: a melhoria do processo de aprendizado, a universalização do ensino médio, institucionalizar o regime de colaboração entre União, Estado e municípios e combater o analfabetismo”.

A formação inicial visa propiciar aos alfabetizadores e alfabetizadores-coordenadores de turmas do PBA, fundamentos teóricos que os capacite a refletir e construir criticamente um novo olhar sobre o conhecimento pedagógico que reflita , na melhoria em sala de aula.

"Sabemos que os desafios são grandes mais a educação já avançou muito. O empenho de todos vai garantir que maranhenses tenham acesso a uma educação de qualidade", disse o secretário adjunto das Unidades Regionais da Seduc, Tadeu Lima.

A capacitação para os professores que atuarão no PBA iniciou nesta segunda-feira (27) e segue até sexta (31) em 24 municípios das Unidades Regionais de Educação (UREs) de Pinheiro e Chapadinha. No período de 03 a 07 de fevereiro será realizada em 22 municípios das (UREs) de Codó, Pedreiras e Viana.

Para a alfabetizadora do PBA e participante da formação inicial, Patrícia Pessoa Lima, a metodologia é de fácil acesso. "O programa desenvolve uma metodologia de fácil acesso onde se leva em consideração a história de vida de cada alfabetizando. Cabe ao alfabetizador propiciar ao aluno uma nova leitura de mundo, para que ele seja capaz de exercer a verdadeira cidadania", disse.

Também estiveram participando da formação Narcisa Rocha (secretaria-adjunta de Projetos Especiais em exercício), Silvia Léda (supervisora de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos) e Leila Tajra (supervisora de Programação e Execução de Projetos Especiais e coordenadora Estadual do Programa Brasil Alfabetizado)

O Brasil Alfabetizado é um programa do MEC realizado, desde 2003, em parceria com as Secretarias Estaduais de Educação, voltado para a alfabetização de jovens, adultos e idosos. Representa uma porta de acesso à cidadania e o despertar do interesse pela elevação da escolaridade.

Notícias relacionadas