menu

Brasil

23/09/2015


‘PSB é apêndice do PSDB’, diz ex-presidente que vê esperança em Ricardo

REVISTA NORDESTE

O ex-presidente do PSB, Roberto Amaral, afirmou em entrevista exclusiva à Revista NORDESTE que o partido está a reboque do PSDB. Segundo Amaral, o interesse dos socialistas seria que o governador Geraldo Alckmin fosse para a disputa da presidência, com uma possível saida de Dilma Rousseff (PT), vagando o governo de São Paulo para o vice Márcio França, presidente do PSB no estado.


“O PSB é hoje um apêndice do PSDB de São Paulo. Ele é utilizado na luta interna do PSDB. O jogo do partido é fazer o jogo do PSDB em São Paulo, fortalecendo Alckmin na expectativa de que ele saia candidato à presidência da República e o Márcio França seja ungido governador”.

Amaral acredita que o governador da Paraíba seria um dos quadros, junto com a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), que poderia “salvar o partido” de uma guinada à direita.

“O Ricardo Coutinho é talvez uma das poucas esperanças de formação do PSB. Ele é um quadro ideológico. Ele tem feito várias intervenções na executiva, para lutar e salvar as posições do partido. Ele é muito importante nisto e ele pode aglutinar outros quadros do PSB que podem, sobre a sua sombra, construir uma grande resistência dentro do partido. Ele deve lutar ao lado da companheira Lídice da Mata e de outras lideranças que estão surgindo em todo o país e, principalmente, dos movimentos sociais dentro do partido: movimento da Juventude e movimento Sindical”.

O cearense Roberto Amaral é jornalista, escritor, político militante e cientista político, é um dos fundadores do Partido Socialista Brasileiro e atuou nos bastidores de diversas campanhas presidenciais, seja apoiando o PT ou em candidaturas próprias (Anthony Garotinho e Eduardo Campos/Marina Silva). Foi presidente nacional do PSB, mas renunciou ao cargo quando o diretório do partido decidiu apoiar Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da disputa presidencial em 2014.
Confira a entrevista na íntegra na edição de outubro da Revista NORDESTE que estará nas bancas a partir do dia 05.

Paulo Dantas a partir da entrevista de Walter Santos para a Revista Nordeste
 

Notícias relacionadas