menu

Pernambuco

16/10/2017


PSB vota neste segunda expulsão de ministro

Membros do Diretório Nacional do PSB se reúnem às 19h desta segunda-feira (16) em Brasília, para deliberar sobre o processo disciplinar aberto em abril contra o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho (PE). Com filiação no PMDB marcada para março, Filho voltou para a Câmara dos Deputados com o objetivo de votar pela reforma trabalhista, contrariando a posição da legenda. O Conselho de Ética do partido é favorável à expulsão dos parlamentares.

Pai do ministro, o senador Fernando Bezerra Coelho trocou o PSB pelo partido de Michel Temer em setembro. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tentou fazer com que pai e filho fossem para a sigla democrata, mas ambos foram atraídos pelo líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR). Em troca, receberiam o comando da legenda em Pernambuco.

As promessas não foram concretizadas por conta de uma briga com o deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), tradicionalmente líder do PMDB-PE, e com o atual presidente estadual da sigla, Raul Henry, vice-governador do estado. Atualmente, a sigla peemedebista é a principal aliada do PSB no governo de Pernambuco, comandado por Paulo Câmara. O caso foi parar nas Justiças de Pernambuco e do Distrito Federal, que concederam liminares a favor de Jarbas e Raul.

Pai e filho estão na oposição e articulam o nome do ministro para disputar o governo estadual em 2018.

Brasil 247

Notícias relacionadas