menu

Brasil

10/04/2014


PSDB admite conversar com Eunício

Ceará

Sem descartar possível candidatura de Tasso Jereissati ao Senado, o PSDB do Ceará admite conversar com Eunício Oliveira (PMDB) sobre a sucessão estadual deste ano. Às 18h30min de hoje, o partido – que não rejeita apoiar candidatos de outras legendas ao governo – realiza evento que centra críticas à política de Segurança Pública da gestão Cid Gomes (Pros). Entre tucanos, expectativa é de “reaparição” de Tasso no cenário político.

“Conversamos com o PSB, com o PR, e vamos continuar conversando. Antes de candidatura, temos um projeto para o Ceará, que queremos apresentar à sociedade (…) nunca tivemos nenhuma conversa com o Eunício. Me encontrei com ele no Senado, mas não tivemos conversa maior sobre isso. Agora, vamos conversar, temos que conversar mesmo”, disse ao O POVO o presidente do PSDB no Ceará, Luiz Pontes.

Segundo ele, tucanos não rejeitam tese de lançar candidato ao Senado, apoiando candidatura ao governo de outro partido. “Nós vamos nos preparar para apresentar boa chapas para todos os cargos. No caso de apoiarmos candidato ao governo de outro partido em coligação, podemos indicar nome ao Senado”.

A abertura demonstrada pelo PSDB pode beneficiar a possível candidatura de Eunício Oliveira ao governo. Nas últimas semanas, o senador tem repetido que conversará com “todos os partidos” sobre sucessão estadual. Na terça-feira, O POVO revelou que o peemdebista teria convidado inclusive Heitor Férrer (PDT) – um dos maiores opositores de Cid – para concorrer ao Senado em chapa com ele.

Tasso no páreo

O presidente do PSDB, que esteve até ontem em viagem com Tasso à Nova Iorque, reforça ainda que “nada é irreversível” em possível a candidatura de Jereissati ao Senado. Nos últimos meses, o ex-senador tem dito que não tem interesse em disputar eleições. “Ele não estava querendo, porque está muito envolvido com os negócios. Mas ele também nunca disse que fechou que não vai e pronto”.

Antigo aliado do ex-senaodor, o deputado João Jaime (DEM), ex-tucano, também destaca nome de Tasso como candidato ao Senado em chapa com Eunício. “É o momento de todo mundo conversar. Acho que o Eunício tem que procurar do PDT, PSDB ao PR. É normal isso. Existe ainda a possibilidade do Tasso ir ao Senado, que eu não descarto”, disse.

Crise na segurança
Na tarde de hoje, o PSDB no Ceará realiza evento que discute “crise na segurança” – área mais criticada da atual gestão. Além de Luiz Pontes, está confirmada presença de entidades policiais e do vereador Capitão Wagner (PR).

A assessoria do partido afirma que presença de Tasso é “quase certa”, mas não é confirmada nem por ela nem por Pontes. A expectativa é que o senador reapareça após passar tempo afastado dos holofotes da política cearense.

O Povo 

Notícias relacionadas