menu

Paraíba

24/09/2015


PT vai afastar filiado que não deixar gestão de Cartaxo, diz presidente

Na Revista NORDESTE

O presidente do PT da Paraíba, Charliton Machado, conversou de forma exclusiva com a Revista NORDESTE e comentou sobre a saída do prefeito Luciano Cartaxo, que deixou o partido para filiar-se ao PSD, legenda do ex-tucano ministro Gilberto Kassab (Cidades).

Cartaxo deixou o partido dos trabalhadores e levou consigo algumas lideranças, como Adalberto Fulgêncio, Lucélio Cartaxo e Benilton Lucena. Nesta quinta-feira (24) o secretário Hildevânio Macedo, militante histórico no partido, também revelou que está de saída. Mas não eram só alguns secretários que compunham a parcela de petistas dentro da gestão municipal. Dezenas de diretores e secretários executivos do PT foram tomados de surpresa com o anúncio do prefeito.

Tanto o diretório estadual como o municipal determinaram que os petistas devem entregar os cargos. “Foi uma decisão de instância por unanimidade. Nós não pertencemos mais ao Governo, então não nos sentimos mais confortáveis em estar no Governo enquanto partido. As pessoas podem ficar, ninguém está dizendo que as pessoas tem que deixar de ser governo. Mas, elas tem que deixar de ser partido”, explica Machado.

O filiado petista que quiser permanecer na gestão de Cartaxo deve pedir desfiliação do partido dos trabalhadores, caso contrário o próprio PT irá afastá-los. “Se não saírem, nós vamos aplicar o estatuto partidário, que é o flagrante desrespeito às decisões partidárias, para afastá-las do partido. Obviamente eles têm direito a recurso nas instâncias superiores, mas a decisão, tanto municipal e muito provavelmente estadual, será essa, de que todos estarão definitivamente afastados do partido dos trabalhadores”, colocou.

Mais sobre a saída de Luciano Cartaxo e o momento de renovação do Partido dos Trabalhadores você lê na próxima edição da Revista NORDESTE.
 

Pedro Callado

Notícias relacionadas