menu

Ceará

23/05/2016


Rebeliões no Ceará deixam cinco detentos mortos

Cinco detentos morreram em decorrência das rebeliões ocorridas neste sábado (21) e domingo (22) em presídios do Ceará. As mortes foram confirmadas pela Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus). Os conflitos entre os próprios internos resultaram em três mortes na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal, em Caucaia, neste domingo, e outras duas registradas no sábado, na Casa de Privação de Liberdade Professor Jucá Neto (CPPL) III, em Itaitinga, também após conflitos entre os internos.

Na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal foram registradas as mortes de Roberto Bruno Agostinho da Silva, 23 anos, que respondia por homicídio; Rian Pereira Paz, 33 anos, por tráfico de drogas; e Daniel de Sousa Oliveira, 22 anos, que respondia por homicídio e latrocínio. A Perícia Forense fará exame de DNA para identificar os corpos dos dois detentos mortos na CPPL III.

N manhã deste domingo, houve rebelião na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal, em Caucaia. A situação teve intervenção da polícia e foi contida ainda pela manhã. No início da tarde, internos da Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima iniciaram uma nova rebelião, mas 17h40, policiais e agentes penitenciários dos grupos especializados conseguiram conter a situação, segundo a Sejus.

Notícias relacionadas