menu

Brasil

09/10/2014


Reeleito, Jackson Barreto diz que vai acabar com oito secretarias

Sergipe

Jackson Barreto (PMDB) foi reeleito governador de Sergipe com mais de 53% dos votos válidos e já começa a pensar no novo governo que começa em janeiro de 2015, ele revelou que pretende acabar com algumas secretarias, se comprometeu em cumprir promessas feitas durante campanha e garantiu que não pretende se candidatar ao Senado em 2018.
“Estamos encerrando o projeto iniciado por Marcelo Déda em 2007. Vamos fazer inaugurações até dezembro e concluir esta etapa. Em janeiro começa o novo governo e vamos acabar com pelo menos oito secretarias e fazer algumas mudanças. Ainda não tenho os nomes que vão compor o primeiro escalão, mas vamos fazer mudanças”, adiantou.
Questionado sobre seu futuro político, Jackson garantiu que não pretende mais ser candidato. “Quero fazer um bom governo e sair da política para descansar. Não vou ser candidato ao Senado em 2018. Essa preocupação meus aliados não vão ter. Vou dar oportunidade para os mais novos”, afirmou.
Ele adiantou que já começou a pensar no início do seu segundo mandato e falou sobre as dificuldades que o estado enfrenta. “Vamos enfrentar desafios. A diferença é que agora será de uma forma melhor, pois o governador já tem uma experiência da máquina administrativa”, afirmou.
Jackson disse que reconhece os problemas do Governo, principalmente em três áreas sensíveis à população. “Temos dificuldades e não temos por que negar. Problemas que precisamos melhorar na área da saúde, da educação e da segurança, apesar de um esforço do governo nessas três áreas”, reconhece.
O governador detalhou o que pretende fazer para remediar um dos maiores problemas apontados pela população: a saúde pública. “Que os seus recursos tenham como objetivo a atividade fim, que é cuidar das pessoas. Se gasta muito recurso na atividade meio. Não estou dizendo com isso, que farei demissões, mas é preciso fazer um ajuste na máquina administrativa. Ver de que forma podemos ampliar a assistência médica”, assegurou.
Ele também antecipou que deve fazer uma reformulação na sua equipe. “Vamos fazer algumas alterações geral na administração. Vamos diminuir um pouco o tamanho da máquina administrativa”, ressaltou.
Jackson agradeceu a votação que recebeu. “Deus nunca me abandonou. Ele sempre esteve comigo e eu com ele. Iniciei minha vida pública, sempre ao lado do povo. O povo deu mais uma prova de carinho. E eu preciso retribuir essa expectativa. Chegou ao governo sem a vaidade e sem a ambição, mas certo do seu compromisso com a população”, prometeu o governador.

 

 

(Do SE Notícias)

Notícias relacionadas