menu

Brasil

26/05/2015


Renan defende aprovação das MPs do ajuste, mas com alterações

O presidente do Senado, Renan Calheiros, chegou há pouco à Casa anunciando que tentará votar hoje e amanhã as medidas provisórias do ajuste fiscal. Os senadores começam pela MP 665 e seguem com a MP 664.

Renan deu sinais de que não é favorável à derrubada das MPs. defendeu que é preciso mostrar que as “coisas estão sendo resolvidas”, mas também acenou que o Senado faça mudanças nos textos editados pelo governo.

O presidente do Senado disse não defender a saída do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, mas acha que o ajuste está na direção errada. “Precisamos qualificar o ajuste”, afirmou.

Ele também falou do corte de R$ 69,9 bilhões no Orçamento. defendeu que, mais do que os cortes, o importante é reduzir o número do ministérios. Renan afirmou que este é um caminho inevitável. Disse que o Congresso pode até aprovar um projeto de emenda constitucional com os cortes, mas que o ideal é que o governo se antecipe.

Sobre o projeto de reforma política, disse que seu colega presidente da Câmara, Eduardo Cunha, acertou em apressar a votação levando-o direto ao plenário.

Blog do Tales

Notícias relacionadas