menu

Alagoas

21/07/2015


Renan Filho sugere que União remunere estados com avanços

O governador Renan Filho, durante sua participação no 4º Encontro dos Governadores do Nordeste, realizado no Estado do Piauí, nesta sexta-feira, propôs um tipo de financiamento feito pelo governo federal para premiar estados que alcançaram resultados significativos no combate à violência.

O gestor alagoano destacou a importância do trabalho integrado com a União, mas afirmou que é possível fazer mais com o apoio federal.

“É fundamental que a União participe de um financiamento da segurança no Brasil. Estabeleça metas e critérios para mandar recursos para os estados, como remunerar redução de homicídios e apreensão de armas. O Ministério da Justiça precisa construir condições para financiar a segurança no Brasil valorizando os resultados, prestigiando o mérito”, afirmou Renan Filho.

Com a união das forças policiais, trabalho de repressão, prevenção e ressocialização, Alagoas têm tido êxito na redução da criminalidade. No primeiro semestre, o número de crimes com mortes caiu em 23% no estado, e em Maceió esse número chegou a 30%.

A forte redução da violência em Alagoas e o trabalho do Governo do Estado também foram destaque durante a fala da secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, que na ocasião representou o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo.

“Hoje, eu considero o governador Renan Filho um expert em segurança. Somos prova viva de que é possível trabalhar em conjunto e reduzir a criminalidade. Para isso, foi essencial a aproximação do Governo do Estado com o Governo Federal, o Judiciário, o Ministério Público, as polícias e o sistema penitenciário”, enfatizou.

Além dos nove governantes, o evento contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo; do ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas; e da secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki.

Agência Alagoas

Notícias relacionadas