menu

Internacional

26/08/2015


Repórter e cinegrafista são mortos a tiros durante transmissão de TV ao vivo

Uma repórter e seu cinegrafista foram mortos a tiros enquanto transmitiam uma matéria ao vivo em rede de TV norte-americana WDBJ-TV no condado de Franklin, Virgínia, nesta quarta-feira (26). 

As vítimas foram identificadas como a repórter Alison Parker, de 24 anos, e o cinegrafista Adam Ward, de 27 anos, ambos da TV local WDBJ7, informou a emissora.

A repórter Allison Parker e o câmera Adam Ward conduziam uma entrevista com uma mulher na Bridgewater Plaza quando foram mortos por um atirador.

Segundo as primeiras informações, as autoridades acreditam que o atirador seja um ex-funcionário "descontente" com sua demissão. A identidade do suspeito ainda foi confirmada.

Veja:

"Acreditamos que era um funcionário insatisfeito que dispararam contra a equipe de TV. Não é um caso de terrorismo. É um caso criminal", afirmou o governador de Virgínia, Terry McAuliffe.

A repórter Allison Parker e o câmera Adam Ward foram mortos por atirador enquanto faziam gravação na Virgínia, EUA
Reprodução/Twitter

A repórter Allison Parker e o câmera Adam Ward foram mortos por atirador enquanto faziam gravação na Virgínia, EUA

O vídeo mostra o momento em que a repórter da WDBJ é interrompida pelos tiros, com gritos audíveis ao fundo. As imagens mostram o incidente antes de a filmagem ser interrompida. 

A polícia diz que está investigando o incidente e que captura do suspeito está prestes a acontecer.

Jornais dos EUA chegaram a dizer que os tiros teriam partido de um ex-namorado da jornalista, mas nada foi confirmado. A mulher que estava sendo entrevistada ao vivo não ficou ferida.

* Com BBC

IG

 

Notícias relacionadas