menu

Brasil

02/01/2017


Revista NORDESTE: A nova face da hotelaria no Nordeste

Rede hoteleira portuguesa com reconhecimento internacional, Grupo Vila Galé, anuncia novo resort no Rio Grande do Norte; em entrevista à NORDESTE, presidente do grupo diz ter interesse em investir na Paraíba

Para quem estiver aproveitando as belas praias do Rio Grande do Norte, em breve terá um local de alto padrão de qualidade para passar as férias e descansar, contando com todo luxo e conforto. Touros, cidade no litoral norte potiguar será novo local de empreendimento do grupo Vila Galé. Em conversa com a NORDESTE, Jorge Rebelo, presidente do grupo, afirmou que já está em estágio avançado de entendimento com o governador Robinson Faria (PSD), para a construção do resort, que será o quinto do grupo no Brasil. “O governador enfrenta adversidades econômicas, mas também tem encontrado meios de gerar superação em nível tal que já fechou conosco as condições de instalarmos no Rio Grande do Norte um novo Hotel de nosso grupo”, explicou Rebelo. O Vilá Galé Touros será um investimento de R$ 100 milhões de reais (28 milhões de euros), e terá 500 quartos, três restaurantes, spa Satsanga, clube Nep para as crianças, centro de convenções com 1750 m2, centro náutico, campo de futebol e outro multiusos, campo de ténis e três piscinas exteriores, uma das quais com escorregas para crianças.

Esse é o primeiro investimento de porte internacional no Rio Grande do Norte desde a crise imobiliária americana de 2008, quando grandes redes de hotéis desistiram de fazer investimento no país. À altura do anúncio do investimento, Rebelo disse que não tem medo de fazer grandes investimentos em época de crise. "A gente não pode parar para pensar na crise. E a forma de ultrapassar a crise é fazer aquilo que estava previsto. Gostaria de citar aqui um provérbio, que nem sei qual a origem, mas não é portuguesa, que diz assim: em tempo de crise há quem chore e há quem venda lenços. A crise passa, o Brasil vai dar a volta por cima. Temos que fazer as coisas acontecerem, temos de continuar a caminhar para atingir objetivos.”

O evento, realizado em agosto, contou com empresários, jornalistas e a presença do governador Robinson Faria e o prefeito de Touros, Ney Leite. Rebelo explicou ainda a importância do novo empreendimento. “O novo resort de Touros será importante para preencher uma lacuna em Natal que, apesar de ter bons hotéis, tem falta de uma infraestrutura hoteleira deste porte e com este padrão de qualidade, algo que se justifica em um Estado com o potencial turístico do Rio Grande do Norte. Além do alojamento de mais de 1.500 pessoas, teremos um espaço para eventos como não existe na região.”

A história se confundindo no Rio

Fundado em Portugal, em 1986, o grupo Vila Galé é uma rede hoteleira de renome internacional, contando com 27 hotéis, sendo 20 em Portugal e 7 no Brasil. São dois no Ceará (em Caucaia e em Fortaleza); um em Pernambuco (em Cabo de Santo Agostinho); dois na Bahia (em Salvador e em Camaçari); e mais dois no Rio de Janeiro (um no Rio e outro em Angra dos Reis). O último empreendimento realizado foi no Rio de Janeiro, e está localizado no bairro da Lapa. O hotel foi construído em um palacete século XIX, aliando o charme da arquitetura colonial brasileira com o conforto e modernidade. A ambientação foi inspirada no samba e na bossa nova e conta com dois bares, um deles decorado em homenagem a Vinícius de Moraes. O Vila Galé Rio de Janeiro dispõe ainda de dois restaurantes, o Versátil e o Inevitável, onde os clientes podem desfrutar da cozinha gourmet com inspiração mediterrânica; 292 quartos (sendo quinze adaptados para pessoas com mobilidade reduzida); e ainda spa Satsanga, com ginásio, sala de massagem e jacuzzi. Bairro clássico, no centro histórico carioca, a Lapa de vida noturna agitada, lotado de bares, boates e pubs. “Lembro-me como se fosse hoje o prefeito Eduardo Paes, do Rio de Janeiro, chorando de emoção ao ver o hotel pronto para funcionamento na Lapa”, comentou Rebelo sobre o empreendimento carioca.


Em entrevista à NORDESTE, o empresário disse ainda que estuda para adotar investimentos na Paraíba. Animado com a experiência do hotel na Lapa, Rebelo disse que tem intenções de abrir uma unidade no centro histórico pessoense, o qual ele disse considerar atraente e uma no Polo Costa do Sol. "Vamos estudar uma data em março para irmos a uma palestra com vocês da Revista NORDESTE e então estudarmos novos investimentos, quem sabe na Paraíba."

Notícias relacionadas