menu

Brasil

25/04/2017


Revista NORDESTE: Nova edição destaca mercado digital

Por Paulo Dantas

O mundo parece que anda sendo assaltado. Talvez não seja o mundo, mas a humanidade. É assaltada nos achaques de Donald Trump contra a Síria e sua sanha nacionalista e imperialista. Na luta de interesses de Vladmir Putin no mesmo país e na região do Cáucaso, com a invasão da Chechênia. Na loucura do presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e sua luta armamentista e nuclear.

É assaltada na lista do ministro Edson Fachin onde fica clara a disseminação da corrupção por todos os lados da política brasileira. É assaltada na disputa entre Israel e Palestina, no terrorismo do Estado Islâmico, na propagada que tenta colocar Cristãos contra Muçulmanos e todos contra Judeus. No preconceito de raça, cor, religião, orientação sexual, classe social. Mas o problema não está só no Brasil, está nas escolhas dessa mesma humanidade. Cada vez mais se tem a impressão que tudo está perdido. A sensação é mesmo que fim do mundo. Talvez não seja do mundo, mas da esperança. O fim da esperança traz um significado: é preciso agir! Em direção a verdade. O problemaé que são muitas verdades carregadas pelo homem. Até que ele descubra qual é a verdadeira e queira vive-la e aceita-la, são outros quinhentos.

Nesta edição a Revista NORDESTE fala sobre a Lista de Fachin, o processo de cassação da chapa Temer-Dilma, do desmonte de projetos de pesquisas e de uma revolução implementada na religião católica pelo Papa Francisco.

Na capa duas matérias em uma, a instalação de um Data Center em João Pessoa, o segundo maior do Brasil e único no Nordeste e o conceito do BIG DATA, a inteligência artificial por traz das propagandas online, do direcionamento das pesquisas, e dos perfis que são construídos para cada usuário no mundo virtual da internet.

Também abordamos sobre como fica o brasileiro com a aprovação da Lei da Terceirização, uma lei considerada um retrocesso pelos movimentos sociais aos direitos trabalhistas adquiridos desde a Era Vargas. 

Há ainda uma matéria especial sobre o meio ambiente e a importância ou não da Amazônia nas chuvas que ocorrem no Sudeste. Ouvimos um meteorologista e um ambientalista que têm visões contrárias, visando informar e trazer mais polêmica sobre o que significa a maior mata do planeta para o seu próprio país.

Para fechar, a Revista NORDESTE deseja que a “Terra em Transe”, título emprestado de filme de Glauber Rocha, que traçava um painel de corrupção e jogo de interesses no Brasil, seja além de um título, um momento de revisão consciente e sem arroubos de messianismos. Afinal, não há um salvador para o Brasil. Apenas o seu próprio povo num lento e longo processo de educação e crescimento dará outro rumo ao seu próprio destino.

Notícias relacionadas