menu

Internacional

05/10/2019


Revista NORDESTE promove a divulgação dos Países de Língua Portuguesa e destaca Consultor impulsionando Copa no Catar

 

Agora é oficial. O universo dos países de Língua Portuguesa também denominados de Nações da Lusofonia passam a conviver a partir deste mês de outubro com novas parcerias internacionais da Revista NORDESTE. Um dos primeiros empresários da lusofonia presente na nova cobertura da publicação está o empresário português Nuno Anahory, que tem impulsionado a FME Federação das Mulheres Empresárias e Empreendedoras da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, além de ser consultor dos projetos em curso no Catar.

– Entre tantos valores, a estratégia de promoção e atração de negócios, dispondo de veículos financeiros e de investimento, numa economia diversificada que promove rápido acesso aos maiores centros de negócio mundiais, usufruindo de uma localização privilegiada sempre foi o objetivo , comentou. .

– Temos assistido a grandes investimentos em infraestruturas, e neste momento, em que existe um comprometimento do país em entregar o projeto Mundial 2022 antes dos prazos definidos, existem muitas oportunidades para serviços e produtos diferenciadores que complementem e acrescentem valor aos projetos. O Qatar disponibiliza atrativas plataformas para instalar umadiversificada rede de negócios com vista à expansão, num contexto de crescimento económico, disponibilizando céleres processos de licenciamento e instalação de empresas, num enquadramento fiscal competitivo com sistema bancário aberto. É neste contexto de uma economia dinâmica, num efervescente mercado de oportunidades, que estamos a desenvolver um projeto de promoção bilateral, na vertente dos negócios, investimentos, comércio e cultura, entre o Qatar e os países que integram o mercado da CPLP-Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

CPLP- Segundo ele, o posicionamento estratégico do empresariadao da CPLP, num evento global  com forte expressão dos paises que integram a CPLP, projetamos a visão da língua portuguesa, no Mundial de Qatar 2022, Um Mundo de Oportunidades para Lusofonia”.

Já o Publisher Walter Santos declarou que “a nova fase global de disputas intensas de mercado exige dos países de língua portuguesa consolidar mercado promissor para todos alavancarem seus investimentos”.

 

Notícias relacionadas