menu

Brasil

03/03/2015


Revista Veja admite que mentiu e pede desculpas ao ex-presidente Lula

 A revista Veja Brasília divulgou uma nota nesta segunda-feira, 3, em que reconhece que mentiu sobre reportagem acusa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de ter pago uma festa de aniversário a um suposto sobrinho, publicada o dia 18 de fevereiro. A revista pediu desculpas aos leitores e ao ex-presidente Lula pela matéria do repórter Ulisses Campbell. "É errada a nota 'Celebração estrelada', publicada na edição do dia 18 de fevereiro (pág. 16), por VEJA BRASÍLIA, dando conta dos preparativos de uma festa que homenagearia um sobrinho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no bufê Aeropark, no Distrito Federal", admite a revista da editora Abril.

"Pelo equívoco, VEJA BRASÍLIA se desculpa com seus leitores e, mesmo que a nota não contivesse conotação negativa, se desculpa também com o ex-presidente e sua família por quaisquer transtornos que possa ter ocasionado", escreveu Veja.

O texto de Veja afirmava que a festa reuniria centenas de crianças e distribuiria iPads com uma mensagem gravada por Léo Moura, lateral do Flamengo, incentivando a prática de esportes. Também informava que a família de Lula teria pago a organização da festa em dinheiro, acumulando um gasto de quase R$220 mil.

Logo após a veiculação do texto fantasioso, o Instituto Lula se pronunciou oficialmente afirmando que o conteúdo divulgado pela revista era mentiroso. Lula não tem nenhum sobrinho chamado Thiago morando na capital federal, como havia afirmado o repórter. "Lamentamos que a revista publique informações falsas sem sequer checar a informação e que perfis da internet, como os do vlogueiro Felipe Neto, o do apócrifo Folha Política, e o do site Implicante, entre outras pessoas e veículos de boa e má fé, repliquem tal absurdo".

Não bastasse a veiculação da matéria, o repórter Ulisses Campbell chegou a invadir o condomínio da família de Frei Chico, irmão de Lula, em São Paulo, se dizendo passar por entregar de livros. A família do irmão do ex-presidente registrou um Boletim de Ocorrência contra o jornalista. "Quando a babá percebeu que o referido indivíduo [Ulisses] não entregou livro algum e começou a perguntar sobre os horários de chegada dos moradores, teria trancado a porta e pedido ajuda para a equipe de segurança do condomínio"; invasor fugiu das dependências do condomínio, mas foi localizado pela Polícia Militar.

Notícias relacionadas