menu

01/02/2019


Ricardo fala em crises da Globalização e diz que Observatório será de luta pela Democracia

O presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho, voltou a defender a importância do Observatório da Democracia lançado em Brasília, diante do que considerou várias ameaças produzidas pela Globalização e interferência nos Estados – Nação, à partir da manipulação da informação.

“Há duas crises produzidas pela globalização, que são a interferência no Estado Nação e a outra a manipulação da informação”, sintetizou para expor detalhes de suas análises.

Ele considerou grave a manipulação da informação que, segundo ele, produziu a anti eleição, pois na recente disputa no Brasil que elegeu Jair Bolsonaro sem um único debate e sem expor nada do que pensa sobre o Pais.

 

“É um absurdo, como pode um país eleger um presidente sem um único debate”, afirmou ele interpretando que houve com a manipulação e “sedução em cima do medo da violência”.

 

Ricardo Coutinho tratou a atual conjuntura com preocupação porque “estamos vivendo período de trevas dai o esforço coletivo pretendendo trazer luzes para esse debate”.

 

 

Notícias relacionadas