menu

Brasil

11/08/2016


Rombo atinge R$ 169 bilhões e deve estourar meta

Construído a partir do argumento da "irresponsabilidade fiscal" da presidente Dilma Rousseff, o impeachment, ou o golpe de 2016, está custando muito caro ao País.

Ontem, numa conversa com governadores do Nordeste, o ministro da Casa Civil confidenciou que o governo federal está muito perto de estourar a meta de um rombo de R$ 170,5 bilhões, ampliada em R$ 100 bilhões pelo interino Michel Temer.

"Os limites orçamentários do governo estão próximos de estourar e ainda temos cinco meses pela frente até o fim do ano", disse Padilha.

Na verdade, o rombo já bateu em R$ 169 bilhões e é grande a chance de que a meta seja estourada porque a arrecadação federal continua em queda, em razão da retração da economia e do aumento do desemprego.

Na prática, a sabotagem política imposta à presidente Dilma desde a sua vitória em 2014 custou muito caro ao País, potencializando ainda mais a crise fiscal.

Notícias relacionadas