menu

Brasil

10/12/2014


Roseana afirma que sai do governo com sensação de dever cumprido

Maranhão

“Agradeço a Deus e ao povo do Maranhão, o carinho e o afeto com que sempre me trataram, que me deram o seu amor. O meu sentimento é de gratidão. O meu governo se preocupou com os maranhenses, uma política voltada para a distribuição de renda. Renuncio com a sensação de dever cumprido”.

Declaração realizada pela governadora do Estado que está encaminhando sua carta de renúncia a Assembleia Legislativa do Maranhão, quem assume o governo é o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Arnaldo Melo.

O pronuncimanto foi realizado nesta manhã (10), no Palácio dos Leões, onde a governadora destacou o trabalho feito durante o seu mandato e os avanços na área da saúde com reformas de hospitais, novos médicos, entregas de unidades de saúdes no interior do Maranhão. Ela enfatizou o crescimento voltado no setor privado, em que trouxe mais oportunidades de empregos aos maranhenses. Investimentos na energia, na mineração, siderurgia e construção civil, o que segunda a governadora proporcionou o cresciemento do Produto Interno Bruto (PIB) do estado. Além de garantir mais participação dos jovens no mercado de trabalho, por meio dos cursos profissionalizantes.

“Nos últimos cinco anos o Maranhão foi estado que mais se desenvolveu, voltou a trilhar o crescimento empenhado no trabalho produtivo. Tivemos recursos importantes encaminhados pela presidenta Dilma, a nossa economia cresceu. Temos que ter orgulho da nossa terra, da nossa gente, sempre olhei com carinho para os maranhenses, que é minha família”.

Durante o pronunciamento Roseana Sarney afirmou que sai do cargo, por questões pessoais e não por política, além de desejar boa sorte para o governador eleito Flávio Dino.

No final do seu pronunciamento ela disse: “Assim como a noite se despede do dia, eu me despeço de ti Maranhão. Isso não é um adeus, eu nunca vou abandonar a minha terra”.

Roseana candidatou-se pela primeira vez a um cargo eletivo em 1990, quando foi eleita deputada federal pelo então PFL. Em 1994, foi eleita pela primeira vez governadora do Maranhão. Em 1998, foi reeleita governadora, a primeira mulher a se reeleger ao cargo. Em 2002, elegeu-se senadora. Em 2006, foi candidata pela terceira vez ao governo do Maranhão, mas perdeu para Jackson Lago. Mas após a cassação de Lago, em 2009, assumiu o Governo do Estado, sendo reeleita no ano seguinte.

 

(Do portal O imparcial) 

Notícias relacionadas