menu

Bahia

01/01/2019


Rui Costa assume segundo mandato na Bahia prometendo responsabilidade fiscal

Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil

Ao tomar posse hoje (1º) à tarde, no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia, para o segundo mandato, o governador Rui Costa (PT) disse que ao longo dos próximos quatro anos espera manter o equilíbrio entre investimentos e responsabilidade fiscal, financeira e orçamentária conseguido na sua primeira gestão como governador do estado, de 2014 a 2018. “Buscando ser um dos principais estados em investimento no país, mas não abrindo mão da responsabilidade fiscal, financeira e orçamentária”.

Costa elegeu como prioridade para seu novo governo o tripé formado por educação, saúde e segurança. Em relação especial à educação, Rui Costa disse que pretende “virar o jogo”, porque a Bahia “carrega indicadores que não são bons há muitas décadas”. A mobilização de pais e professores, a contratação de professores e coordenadores pedagógicos e a ampliação da educação profissional são algumas ações que ele quer empreender.

Indagado sobre a expectativa em relação ao novo presidente, Jair Bolsonaro, Costa disse que, “como brasileiro que sou, eu sempre torço pelo Brasil, em qualquer situação. Então, pelo bem do povo brasileiro, vou torcer para o Brasil encontrar o seu caminho, para retomar a economia e as coisas darem certo”.

O economista Rui Costa assumiu o primeiro cargo público em 2004, sendo o vereador mais votado do PT daquele ano, com 8.901 votos. Venceu as eleições para o governo da Bahia, em 2014, no 1º turno, com 3,5 milhões de votos. Foi reeleito este ano, tornando-se o chefe do Executivo mais votado da história do estado, com 70% de votos.

Notícias relacionadas