menu

Brasil

10/07/2014


Rússia e Brasil discutem ampliação de acordo comercial

O vice-presidente da Duma Estatal da Assembleia Federal da Rússia, Alexander Zhukov, anunciou a intenção de seu país de duplicar nos próximos anos o comércio bilateral com o Brasil, atualmente na faixa de US$ 5 bilhões anuais. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (9), durante reunião entre a delegação chefiada por Zhukov e parlamentares brasileiros.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, elogiou a evolução das relações bilaterais entre Brasil e Rússia e quer que o Legislativo seja protagonista na construção desses acordos. “É muito importante que o avanço das relações não se restrinja aos executivos dos dois países, mas alcancem o Parlamento e a população como um todo”, declarou.

Durante o encontro, o foco dos assuntos foi a reunião de cúpula do grupo Brics – países emergentes da economia global, formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – prevista para ocorrer em Fortaleza em 15 e 16 de julho. Zhukov declarou que pelo menos 10 acordos deverão ser assinados entre Brasil e Rússia em diversas áreas, como educação, defesa, cultura, ciência, tecnologia e energia.

Henrique Alves ressaltou que esses acordos terão prioridade na tramitação quando forem encaminhados à Câmara. Participaram da reunião os deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP), Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Felipe Maia (DEM-RN) e Átila Lins (PSD-AM).

A visita ao Congresso nesta quarta-feira ocorreu pouco mais de um ano depois de Henrique Eduardo Alves ter chefiado uma comitiva de deputados ao Parlamento russo. Em junho de 2013, Alves e o presidente do parlamento russo, Sergey Naryshkin, assinaram protocolo de cooperação entre as duas instituições. A delegação de parlamentares brasileiros que esteve na Rússia discutiu ações para ampliar as relações bilaterais entre os dois países, especialmente nas áreas de cooperação agrícola, defesa e segurança.

O protocolo assinado no ano passado prevê a troca de informações sobre legislação, sistema eleitoral e práticas legislativas e estabelece a realização de encontros periódicos entre parlamentares dos dois Legislativos. O objetivo, segundo Henrique Alves, é estimular o intercâmbio entre as duas casas, inclusive no aprimoramento de técnicas legislativas.

Na visita de 2013, Henrique Alves disse que, desde a formalização do Brics (bloco integrado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), Brasil e Rússia têm ampliado suas relações bilaterais na economia, na política e na cultura.

(Com Assessoria)

Notícias relacionadas