menu

Brasil

09/05/2014


Salto de 40 em quatro não aconteceu e Paraíba está frustrada, diz Cássio

Paraíba

Durante esta manhã, o senador Cássio Cunha Lima, concedeu entrevista à Rádio CBN João Pessoa e voltou a bater na tecla de que a falta de dialogo do Governo Ricardo Coutinho é um retrocesso.
“A cidade de João pessoa se sente frustrada. Se você não tem condições de resolver tudo, precisa ir resolvendo ano após ano. É necessário que as oposições possam refletir sobre isso no intuito de reconciliar o Governo com o povo paraibano, voltar à harmonia com a sociedade paraibana”, destacou o senador.
Cássio lembrou que durante a campanha, Ricardo se comprometeu a não demitir os prestadores de serviço. “Hoje se instaurou esse clima de pânico, de terror. É desumano, não foi para isso que eu me aliei a ele. Não é essa a postura que nós queremos. Houve falta de compromisso com a palavra empenhada em relação aos prestadores de serviço. Ricardo governador e Ricardo prefeito, há uma disparidade exorbitante”, enfatizou.
Na ocasião, Cássio divulgou por duas vezes a fala de Ricardo, no guia eleitoral, sobre os compromissos que não foram cumpridos. “Ricardo fez o contrario”, disse.
E acrescentou, “o PSDB não assina embaixo o Governo de Ricardo. Por isso teremos candidatura própria”.
Cássio disse ainda que é preciso que as pessoas tenham a consciência que o governo precisa se relacionar. “O desejo do povo paraibano é um governo que faça as pazes com as pessoas. Nós tínhamos a impressão que ele (Ricardo) poderia fazer essa conciliação, essa paz. Estou pronto para fazer essa tentativa de ajudar o Estado para que possamos caminhar juntos”.
O senador falou também que a dificuldade de ouvir críticas, a falta de diálogo desarmonizam os projetos por um Estado melhor. “Um exemplo disso é o que esta acontecendo com a UEPB, que é gravíssimo. No meu Governo teve políticas de aumento de salário, expansão da UEPB para outras cidades da Paraíba. Ou seja, são retrocessos visíveis na educação, na segurança. Esse grande salto que falou de 40 em quatro não se viu. As grandes obras na Paraíba remontam a meu período de mandato. É muito ruim você tem uma postura que não dialoga”, frisou.
Na oportunidade, ele disse ainda que a Paraíba tem obras de todos os governantes. “Dei continuidade às obras paralisadas que ficaram do Governo Maranhão. Todas as ações importantes que eu fiz, Ricardo está fazendo, está dando continuidade. Ele só não dar o crédito. Não é algo verdadeiro”.
Sobre Ricardo ter dado prosseguimento ás obras deixadas por Cássio. “Ricardo deu continuidade às obras que deixei, como o Centro de Convenções, a Translitorânea, o canal Acauã/Araçagi, entre outras. Ele toca as obras. Na minha gestão, fizemos o trabalho do equilíbrio financeiro. Meu último ato ao sair, foi assinar o pagamento dos servidores. Aprendi com meus erros, mas nunca deixei de reconhecer o trabalhador alheio. No melhor momento do meu mandato fui impedido e trabalhar. Mas havia trabalho”, ressaltou.

Notícias relacionadas