menu

Pernambuco

23/01/2018


Secretaria de Saúde descarta casos de febre amarela no estado

A Secretaria de Saúde de Pernambuco anunciou nesta terça-feira, 23, que os casos suspeitos de febre amarela no estado foram descartados após resultados negativos dos exames laboratoriais. A primeira suspeita foi a de uma pernambucana de 37 anos, vinda de São Paulo, que chegou no estado no último dia 7. A outra suspeita foi em relação a um paciente de 54 anos, residente do Distrito Federal, notificado no dia 16 de janeiro.

De acordo com a secretaria, ambos tiveram apenas um quadro febril e sintomas “brandos”, como dores na cabeça e no corpo. O paciente notificado dia 16 do mês, inclusive, já havia sido vacinado. Vale lembrar que Pernambuco não é considerado um estado de risco para transmissão ou circulação do vírus. Desde a década de 1930, não há registros em humanos ou animais.
O Ministério da Saúde também alerta: somente é enquadrado como caso suspeito, o paciente que, além de febre, reside em local de risco para a propagação da doença. No mais, a importância da vacina é crucial para a população que mora nessas áreas.
VACINAÇÃO
Por não haver risco de transmissão da doença no estado, o Ministério da Saúde considera Pernambuco como Área Sem Recomendação de Vacina (ASRV). Sendo assim, não há a necessidade de vacinação para seus residentes. A vacina só é indicada para aqueles que viajarão, por motivo de férias ou trabalho, para as Áreas Com Recomendação de Vacina (ACRV) devido ao risco de transmissão. A Secretaria de Saúde de Pernambuco ressalta que está abastecida do imunizante para o público que tem indicativo para o uso.

Notícias relacionadas