menu

Alagoas

24/03/2015


Secretário apresenta prioridades durante reunião do Conselho de Tecnologia

O secretário da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (CT&I) de Alagoas, Pablo Viana, tomou posse esta manhã como presidente do Conselho da Ciência, da Tecnologia e da Inovação de Alagoas, durante a primeira reunião deste ano do órgão deliberativo de CT&I. Esta foi a quarta reunião ordinária do Conselho e teve como pauta a discussão das diretrizes e prioridades da área para 2015, a inclusão de novos membros como o Itec – Instituto de Tecnologia em Informática e Informação de Alagoas e o Inmeq – Instituto Metrologia e Qualidade de Alagoas, além da apresentação aos conselheiros do novo presidente do Itec, Jorge Almeida, e da Fapeal, Fábio Guedes, este último representado pelo diretor científico, João Vicente Lima.

Na ocasião, o diretor da Fapeal e o presidente do Itec apresentaram os projetos prioritários de cada entidade, a exemplo do Tecnova – linha de pesquisa em inovação nas micro e pequenas empresas alagoanas, que deve ter lançada sua segunda edição, e a modernização da Tecnologia da Informação no Estado. Os conselheiros também receberam uma cópia do livro que consta o Plano Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, projeto que contempla diretrizes estratégicas para o Estado, com desafios e oportunidades para os próximos dez anos. Viana solicitou aos conselheiros a avaliação dessas diretrizes e sugestões de novos direcionamentos e ressaltou que o Plano de Alagoas contribuiu para a construção do Plano de CT&I do Nordeste.

Agenda Nacional

Pablo Viana informou a respeito de reuniões estratégicas que participou nos últimos dias em Brasília, a exemplo de audiência com o ministro Aldo Rebelo, na qual apresentou proposta da nova gestão na qual inclui o desenvolvimento do Parque Tecnológico de Alagoas, tendo os polos tecnológicos como centros de certificação de qualidade dos produtos alagoanos relacionados a áreas de atuação, tais como o leite e seus derivados, no Polo Agroalimentar de Batalha, e a mandiocultura e a hortifruticultura, no Polo Agroalimentar de Arapiraca. Na sede dos polos, as agências reguladoras de certificação como Inmeq e Inmetro devem ter espaço garantido. Ele também disse que a construção do Polo de Tecnologia da Informação e Comunicação, em Jaraguá, está com 45% da obra concluída.

Investimento

O presidente do Conselho também relatou que Aldo Rebelo garantiu que não haverá cortes na Embrapii – Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, e isso representa oportunidades para Alagoas em relação a projetos que garantam a sustentabilidade do Parque Tecnológico e o Polo de TI.

Reunião com o BRICS

O secretário Pablo Viana declarou que esteve presente na reunião, semana passada, sobre pesquisa e desenvolvimento tecnológico entre os países que formam o bloco de emergentes denominado BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, no qual o Brasil preside atualmente. No encontro em Brasília, cinco áreas foram definidas como prioridades. O Brasil ficou com o desenvolvimento de pesquisas de mudanças climáticas e prevenções de catástrofes, o que em Alagoas está relacionada com trabalhos científicos e de pesquisa na Ufal. No encontro do BRICS, o secretário manteve conversa com embaixadores do Brasil, os quais ressaltaram oportunidades de parcerias com Alagoas na de TI – tecnologia da informação.

Diretrizes

A operacionalização dos polos de Arapiraca e Batalha, além da intensificação da presença do IFAL e Emater na unidade de Batalha, e da Uneal, no Polo de Arapiraca, estiveram entre as diretrizes apontadas para este ano. Já a segurança e a integridade de dados e da informação pública, bem como saúde e segurança alimentar foram áreas colocadas como prioridade para a CT&I.

Pablo sugeriu a criação de um museu interativo de ciência e tecnologia em Jaraguá entre as propostas para os próximos anos.

 Governo do Estado

Modernizar o Estado por meio da Ciência, da Tecnologia e da Inovação, melhorando a conectividade, modernizando os processos administrativos e de gestão, além do desenvolvimento do potencial de transformação social e educacional da Fapeal foram apresentados aos conselheiros, como o objetivo estratégico do governador Renan Filho na área de CT&I, segundo afirmou Viana.

Representantes

A reunião do Conselho de CT& contou com a presença de representantes da Federação das Indústrias de Alagoas, Sebrae, AMA – Associação dos Municípios Alagoanos, SEAPA – Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura, Sedetur – Secretaria de Desenvolvimento e Turismo, Uncisal, Ictal – Instituto Parque Tecnológico, Itec e Fapeal.

Notícias relacionadas