menu

Paraíba

24/11/2015


Secretário chega a Portugal para apresentar potencialidade do estado

O Secretário de Infraestrutura,Recursos Hidricos , meio Ambiente , Ciência e Tecnologia, João Azevedo, já está na direção da cidade de Santo Tirso, em Portugal, onde mostrará as potencialidades industriais e turísticas da Paraíba no Expo-Fórum de Investimentos e Negócios (Investe Nordeste 2015), reunindo autoridades e empresários internacionais de vários segmentos.

Em sua apresentação, o secretário João Azevedo vai mostrar aos empresários internacionais os dados que levam a Paraíba hoje ser um Estado atrativo para investidores, bem como fará relato sobre um conjunto de investimentos do Governo do Estado em busca do desenvolvimento, principalmente em setores como da infraestrutura, por acreditar que estas ações ajudam a gerar um ambiente de maior segurança aos empresários, que se sentem mais confiantes em investir na Paraíba.

De acordo os organizadores do evento, o Investe Nordeste é um expo-fórum internacional totalmente dedicado a explorar as grandes oportunidades de investimentos, parcerias comerciais e trocas de tecnologias na região do Nordeste do Brasil. O principal objetivo maior do Fórum é ajudar a criar uma atmosfera favorável à interação entre investidores internacionais, altos executivos e entidades governamentais brasileiras.

Com a participação no Investe Nordeste, a Paraíba, que recentemente sediou o Fórum de Governança da Internet, um evento da Organização das Nações Unidas, vai

Como exemplo, destaca-se a construção e revitalização de mais de 2,4 mil quilômetros de estrada, para interligar municípios que antes não tinham a infraestrutura adequada para escoar a produção, inibindo a concretização de novos negócios; e a implantação de 730 quilômetros de adutoras.

A modernização do Porto de Cabedelo também se destaca entre as ações propulsoras do desenvolvimento da Paraíba. Em agosto, o Governo do Estado assinou convênio com a Secretaria dos Portos da Presidência da República no valor de R$ 3 milhões, que serão aplicados na sinalização noturna do Porto de Cabedelo. Com isso, o cais funcionará 24 horas e os navios poderão atracar com segurança nos períodos diurno e noturno.

Outra ação de desenvolvimento e modernização do porto é uma nova área para contêineres. Para isto, dois antigos armazéns do porto foram demolidos para ampliar a área primária de pátio com cerca de 6.000 metros quadrados disponíveis para contêineres.

Estas ações têm garantido a atração de grandes investimentos, a exemplo do grupo de investidores americanos da Mckilling Services Company, com sede em Nova Iorque, que vai instalar um estaleiro de reparos no município de Lucena (Litoral Norte), no valor de R$ 2 bilhões. Esse será um dos maiores investimentos privados instalados na Paraíba e que vai gerar 1.500 empregos diretos e cerca de 4.500 empregos indiretos. É o primeiro grande estaleiro a ser instalado no Atlântico Sul.

Desempenho – Os índices positivos alcançados em diversos segmentos, como indústria e comércio, apesar do momento desfavorável da economia brasileira, têm levado a Paraíba a se destacar entre os Estados do Nordeste, seguindo uma tendência de fortalecimento para se consolidar como uma das economias que mais se desenvolvem na região.

Isso pode ser atestado nos dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), segundo os quais a Paraíba está entre as quatro economias do país que mais cresceram em 2013 e na primeira posição entre os estados do Nordeste. O Produto Interno Bruto (PIB) da Paraíba registrou um crescimento real de 5,8% naquele ano, ficando acima da média nacional, que foi de 3%.

O índice de crescimento do PIB paraibano ficou abaixo somente dos registrados nos Estados do Rio Grande do Sul (8,2%), Mato Grosso do Sul (6,6%) e Roraima (5,9%). Em termos acumulados, a Paraíba registrou também a maior taxa de crescimento real da região Nordeste, com 16,7% no período 2011-2013, ocupando, assim, o sexto lugar do ranking nacional. Dessa forma, o PIB paraibano passou de R$ 33,525 bilhões (2010) para R$ 46,325 bilhões (2013), em valores correntes, correspondendo a um incremento nominal de R$ 12,800 bilhões de reais na economia, nos três últimos anos.

Wscom Online

Notícias relacionadas