menu

Pernambuco

08/11/2019


Senadores visitam PE para obter informações sobre o desastre

Parlamentares estiveram na Capitania dos Portos na manhã desta sexta (8) para colher informações sobre a investigação do desastre ambiental.

Por G1/PE

Quatro senadores chegaram a Pernambuco nesta sexta-feira (8) para colher informações sobre o desastre ambiental provocado pelo derramamento de óleo. Os parlamentares Fabiano Contarato (Rede-ES), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Humberto Costa (PT-PE) e Jean-Paul Prates (PT-RN) integram a Comissão Temporária Externa do Senado que veio ao estado (veja vídeo acima).

Durante a manhã, os senadores estiveram na Capitania dos Portos, no Centro do Recife, para acompanhar as investigações do comitê montado para monitorar as manchas de óleo. A imprensa não teve autorização para acompanhar a visita.

Na saída, no entanto, alguns dos parlamentares conversaram com os jornalistas e explicaram que um dos objetivos da visita foi a cobrança para encontrar o responsável pelo crime ambiental. “Viemos analisar como está o monitoramento, o acompanhamento, a integração, se o trabalho está ocorrendo de forma interdisciplinar entre as instituições”, declarou Fabiano Contarato.

“Há muito pouco de documentação e muito de achismo nesse processo até agora. Não se sabe qual é o laudo específico dessa substância com a qual nós estamos lidando”, afirmou Jean-Paul Prates.

Segundo Humberto Costa, os parlamentares estão preocupados com as diversas áreas afetadas pelo desastre. “Nós manifestamos a nossa preocupação não somente com as repercussões ambientais, mas também as repercussões econômicas, aquilo que atinge a pesca artesanal e a atividade turística”, disse o senador.

Da Capitania dos Portos, os senadores seguiram para o Cabo de Santo Agostinho, onde visitaram a praia de Itapuama. A agenda dos parlamentares desta sexta (8) também inclui uma reunião com o governador Paulo Câmara (PSB) e com pesquisadores e uma participação na Conferência Brasileira de Mudança do Clima. No sábado (9), a comissão segue para o Rio Grande do Norte.

Notícias relacionadas