menu

Rio Grande do Norte

09/11/2017


Servidores do Detran e UERN entram em greve amanhã

Servidores de diversas categorias do funcionalismo estadual vão paralisar as atividades na próxima sexta-feira (10), no Dia Nacional de Paralisação – ação que está sendo chamado pelas centrais sindicais do país e tem o objetivo de pressionar o Governo Federal contra a perda de direitos trabalhistas. Embora seja uma iniciativa de cunho nacional, os servidores estaduais vão aproveitar a data para cruzarem os braços e protestar contra os sucessivos atrasos no pagamento dos salários por parte do Governo do Estado.

A situação dos salários chegou ao limite em algumas categorias de servidores que já definiram greves por tempo indeterminado. É o caso dos professores da Universidade Estadual do RN (UERN), que na semana passada votaram pela realização de greve, marcada para começar no dia 10. Os servidores do Departamento de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran) também decidiram em assembleia realizada na última terça-feira (6) suspender as suas atividades, a partir de amanhã, por tempo indeterminado. Os servidores da Saúde também estão com greve confirmada, mas para começar no dia 13 de novembro.

As reclamações da categoria são de que o Governo do Estado vem descumprindo uma série de acordos feitos ainda no ano passado, além de não estarem efetuando a implementação do auxílio moradia, recurso proposto pelo próprio poder executivo local.

De acordo com o coordenador geral do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN (SINAI), Santino Arruda Silva, “a paralisação simboliza o fim da paciência dos trabalhadores do órgão”, que pleiteiam reposições salariais de cerca de 52% entre os anos de 2010 e 2016.

“É o descumprimento por parte do governo de um compromisso que assumiu ainda em 2016. Nada acontece. A direção do DETRAN escuta o Sindicato mas nada acontece. É o chamado diálogo de surdos”, comenta. Para a sexta-feira (10), os servidores irão realizar um piquete em frente ao departamento e, em seguida, seguirão para a Governadoria para um ato unificado com outras categorias que já aderiram à paralisação.

Salários

O governo  anunciou que os agentes penitenciários receberão no dia 13 e os servidores do Estado, que recebem até R$ 2 mil, terão o salário de outubro depositado nesta sexta-feira (10). O restante da folha ainda não tem calendário de pagamento definido. O salário de outubro será depositado integralmente na conta dos servidores da segurança com as receitas próprias do Estado. Robinson Faria optou por não fazer o pagamento parcelado, como vem sendo nos últimos meses – o mês de setembro, por exemplo, ainda tem uma parcela a ser paga nesta sexta-feira para os servidores que recebem acima de R$ 4 mil. Questionado se a medida pode comprometer o pagamento das outras categorias e atrasá-lo ainda mais, a secretária de Comunicação do Governo do Estado, Juliska Azevedo, afirmou que sim.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Estado do Rio Grande do Norte, Janeayre Souto externou que todos os servidores devem ser pagos e o calendário de pagamento estabelecido.  “Vamos requerer reunião no Fórum dos Servidores, esta semana ainda, para ter uma posição”, disse a presidente do Sinsp/RN.  Já a Prefeitura de Natal efetuou o pagamento de mais de 55% dos seus servidores. Do total de, aproximadamente, 21 mil funcionários municipais, cerca de 11 mil receberam os salários, dentro do prazo legal (quinto dia útil do mês, que foi foi ontem, dia 8). A prefeitura ainda não definiu novas datas de depósito dos salários.

Tribuna do Norte

Notícias relacionadas