menu

Brasil

07/10/2014


Sindicatos de Minas recusam pressão pró-Aécio de jornal

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais divulgou, nesta terça-feira, uma dura nota contra uma atitude tomada pelos Diários Associados, grupo de mídia que edita os jornais Estado de Minais e Correio Braziliense. Por meio de uma rede social, os Associados "convocaram" seus funcionários a participar de atos de campanha pró-Aécio.

"Qualquer tipo de pressão deve ser denunciada para que sejam tomadas de medidas jurídicas cabíveis para resguardar o direito ao voto dos eleitores. As duas entidades também esclarecem que os Diários Associados não falam em nome dos trabalhadores. O voto dos mineiros é livre", diz a nota assinada pelo presidente do sindicato, Marco Antonio Jacob.

Durante a campanha, o presidente dos Associados, Álvaro Teixeira da Costa, chegou a subir no palanque de Pimenta da Veiga, candidato derrotado em Minas, e de Aécio Neves.

Ao longo desta campanha presidencial, praticamente todos os grupos da mídia familiar têm apoiado, de forma ostensiva, a candidatura Aécio (leia mais aqui).

Leia, abaixo, a nota do sindicato:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Os Diários Associados divulgaram na intranet uma convocação, assinada em nome dos "funcionários", para a participação de uma caminhada a favor do candidato Aécio Neves, no sábado, com todos vestidos de azul ou amarelo, cores do PSDB. A mesma convocação está sendo feita por apoiadores da campanha tucana por meio das redes sociais e Whatshap.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e o Sindicato dos Empregados da Administração das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas de Belo Horizonte esclarecem aos trabalhadores que ninguém pode ser obrigado a participar de ato de campanha de nenhum candidato a cargo eletivo.

Qualquer tipo de pressão deve ser denunciada para que sejam tomadas de medidas jurídicas cabíveis para resguardar o direito ao voto dos eleitores. As duas entidades também esclarecem que os Diários Associados não falam em nome dos trabalhadores. O voto dos mineiros é livre.

Presidente do Sindicato dos Empregados da Administração das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas de Belo Horizonte

Notícias relacionadas