menu

Brasil

12/08/2015


Sindicatos farão ato pró-Lula dia 16

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e a CUT de São Paulo preparam um ato em defesa da democracia no domingo (16), mesmo dia em que manifestações pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff estão agendadas em várias cidades do país. De acordo com o sindicato, o ato será realizado em frente ao Instituto Lula, a partir das 13h. Movimentos sociais também estão sendo convidados a participar.

Um protesto contra a intolerância já foi realizado no local na sexta-feira (7), com a participação de sindicalistas, petistas e militantes de movimentos sociais. Eles deram um abraço simbólico em frente à sede do Instituto Lula, alvo de uma bomba no último dia 30.

"Não permitiremos que nossa principal liderança seja atacada ou mesmo ameaçada por setores ou pessoas que não têm responsabilidade com a democracia e que nunca se importaram com os trabalhadores. O legado vitorioso construído pelo ex-presidente Lula trouxe muitos avanços para o País e conquistas para os trabalhadores e para toda a sociedade brasileira. As ações do governo Lula retiraram o Brasil das trevas: da fome, da desigualdade social, da concentração de renda e do abandono a que estavam submetidas as populações do campo, das periferias e das regiões Norte e Nordeste, e deram dignidade a milhões de pessoas. As lutas no Brasil se intensificarão em defesa deste legado, do qual somos parte e muito nos orgulhamos. Domingo, dia 16, no Instituto Lula, todos juntos em defesa da democracia! Nossa Luta, Nossa Força! #SomostodosLULA", diz mensagem publicada no Facebook que anuncia a realização do ato.

No dia 20 de agosto, está prevista uma nova manifestação organizada por entidades ligadas à esquerda. A marcha em defesa de direitos sociais, liberdade e democracia, contra a ofensiva da direita e por saídas populares para a crise, deverá ocorrer em dez capitais.

Brasil 247

Notícias relacionadas