menu

Esporte

09/11/2015


Sport vence o Grêmio, fica a dois pontos do G4 e sonha com Libertadores

Foi um jogo digno de quem ainda quer o G4. De quem ainda vai lutar até o fim da Série A pela vaga na Copa Libertadores. Extremamente aplicado na marcação e com o talento definidor de André, o Sport bateu o Grêmio por 1 a 0, na Ilha do Retiro, e derrubou um dos melhores times da competição. Com o triunfo e tropeços de rivais diretos, a equipe rubro-negra passou a somar 52 pontos, subiu para a sétima posição e está a dois da zona dos melhores colocados. Também já igualou a melhor pontuação em sua história nos pontos corridos, igualando as marcas de 2008 e 2014 faltando ainda mais quatro partidas para o fim do certame. Às 16h (do Recife) do próximo domingo, a equipe visita o Cruzeiro, no Mineirão, para manter viva a meta da competição internacional.

Antes mesmo da partida iniciar, o Sport teve um surpresa na escalação. Com dores musculares, Wendel acabou poupado da partida. Coube a Ronaldo substituí-lo. Na prática, o time fez um início de jogo forte. Sem a bola, tinha duas linhas de quatro muito próximas com Diego Souza e André ainda fazendo o primeiro combate. Rapidamente, sufocou o Grêmio e começou a criar as primeiras chances.

Com a bola no pé, o Sport foi agressivo. Trocou passes com frequência e soube explorar as duas laterais do campo. Criou belas chances. As mais claras com André, dentro da área, e outra com Diego Souza, que chutou livre por cima da meta.

Porém, os erros de passe começaram a minar o fôlego ofensivo do Leão da Ilha. Principalmente pelo lado esquerdo. Renê e Marlone estavam destoando. Aliás, foi, em uma falha do meia-atacante, que o Grêmio criou a sua melhor oportunidade com Luan no fim da primeira etapa, mas Danilo Fernandes voltou a ser gigante. Assim como faria em mais uma defesa na segunda parte do duelo.

Segundo Tempo

A proposta de jogo do Sport para etapa final se manteve a mesma. Com a marcação forte, a equipe chegava aos poucos na meta do Grêmio até que, aos 24 minutos de jogo, abriu o placar. Após lançamento, Diego Souza escorou de cabeça e André tocou na saída de Marcelo Grohe. Foi o 12º gol do atacante na Série A. Fato que iguala o seu melhor Brasileiro, quando marcou o mesmo número de tentos pelo Vasco, em 2013. Com o placar aberto, o Grêmio se viu obrigado a subir mais ao ataque e deixou o jogo bem mais franco. Nesse cenário, o Leão da Ilha se fechou e ainda respondeu com boas chances em velocidade. Poderia ter feito mais.

Ficha do jogo

Sport
Danilo Fernandes; Samuel Xavier (Oswaldo), Ewerton Páscoa, Matheus Ferraz e Renê; Ronaldo, Rithely, Élber (Neto Moura), Diego Souza e Marlone (Régis); André. Técnico: Paulo Roberto Falcão

Grêmio
Marcelo Grohe; Galhardo, Pedro Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Moisés (Ramiro), Giuliano e Douglas (Fernandinho); Everton (Pedro Rocha) e Luan. Técnico: Roger Machado

Local: Ilha do Retiro (Recife)
Gols: André (aos 24min do 2ºT)
Cartões amarelos: Ramiro, Luan, Wallace (G), Samuel Xavier e André (S)
Cartão vermelho: Pedro Rocha (G)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC/Fifa)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Público: 11.091 pessoas
Renda: R$ 215.550,00 

Notícias relacionadas