menu

Brasil

24/07/2015


STJ pressiona moro contra prisão de empreiteiros

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Francisco Falcão, determinou que o juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, explique em um prazo de cinco dias por que manteve a prisão de empreiteiros alvos das operação, como Marcelo Odebrecht, presidente da Odebrecht, e Otávio Azevedo, presidente da Andrade Gutierrez.

Os dois estão presos desde o dia 19 de junho, pela 14ª fase da Operação, na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. Neste sábado, eles devem ser transferidos para um presídio comum, a pedido da PF, o Complexo Médico-Penal de Pinhais, na região metropolitana da capital do Paraná.

A decisão do STJ determina ainda que, depois do recebimento das informações de Moro, os pedidos de liberdade dos dois executivos sejam analisados diretamente pela Quinta Turma do tribunal na primeira sessão após o recesso, em agosto. A determinação vale também para Elton Negrão, executivo da Andrade, e Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da Petrobras.

Brasil 247

Notícias relacionadas