menu

Maranhão

14/10/2019


Suspeita de integrar grupo responsável pela morte da Dorothy Stang é presa no MA

Luana de Cássia Castro Silva estava sendo monitorada pela polícia durante o período de quatro meses; Ela foi presa no domingo (13) em Rosário.

Uma mulher identificada como Luana de Cássia Castro Silva foi presa no domingo (13) no povoado Itamirim, em Rosário, a 75 km de São Luís, suspeita de integrar o grupo que foi responsável por assassinar a missionária norte-americana Dorothy Stang em 2005.

O Grupo de Serviço Avançado (GSA) havia iniciado uma operação de vigilância, na qual Luana estava sendo monitorada durante um período de quatro meses. Segundo a polícia, Luana mudou de endereço várias vezes durante esse período.

O G1 tenta contato com a defesa da suspeita Luana de Cássia Castro Silva para falar sobre o caso.

Durante a abordagem, Carlos Magno acompanhava Luana e segundo os policiais, ele tentou impedir a condução da mulher. Por essa razão também foi conduzido. Ambos foram apresentados na Delegacia Policial (DP) de Rosário para as devidas providências.


G1/MA

Notícias relacionadas