menu

Rio Grande do Norte

10/11/2015


Suspeitos de golpes de até R$ 500 mil, estelionatários são presos no interior

Uma ação da Polícia Civil desarticulou uma quadrilha que praticava crimes de estelionato no município de São Paulo do Potengi, na região Agreste do Rio Grande do Norte. O grupo preso durante a Operação 171 é suspeito de terem conseguido até R$ 500 mil através de empréstimos consignados usando documentos falsos.

De acordo com a polícia, a operação teve apoio das delegacias de Tangará e São José do Campestre, cumprindo mandados de prisão temporária em Parnamirim, Tangará e em São Paulo do Potengi.

Segundo a Polícia Civil, o membros do grupo iam até a residência das pessoas – que eram pessoas interessadas em conseguir empréstimos consignados – oferecendo formas de agilizar o processo, conseguindo bons valores. Já em posse dos documentos originais das vítimas, os criminosos faziam o trabalho de falsificação e, usando outras pessoas com idades similares, conseguiam o saque dos valores.

Foram presos no bairro de Emaús, em Parnamirim, Janeilma Malveira Xavier, de 53 anos, e seu filho, Alexandre César MAlveira Xavier, de 18 anos. Com eles foram encontradas máquinas que eram usadas para confeccionar documentos falsos, além de celulares e documentos de identidade originais. Já em Tangará, na região Agreste, foram detidas as irmãs Emanuele Raiane Xavier da Silva, de 21 anos, e Josefa Adna Daiane da Silva, de 28, também suspeitas de envolvimento com a quadrilha.

Ainda de acordo com a polícia, a associação criminosa atuava na região há aproximadamente quatro anos. Todos os detidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de São Paulo do Potengi e ficarão à disposição da Justiça.

Notícias relacionadas