menu

Pernambuco

23/11/2015


TCU aponta superfaturamento de R$ 1 bi em refinaria de PE

Um relatório de uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) aponta que dois dos quatro maiores contratos das obras de implantação da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, foram superfaturados em R$ 1 bilhão. Contratos, no valor inicial de R$ 3,1 bilhões, dizem respeito à implantação das unidades de Hidrotratamento de Diesel, de Hidrotratamento de Nafta e de Geração de Hidrogênio. O consórcio responsável pelas obras é formado pelas empreiteiras OAS e Odebrecht.

Segundo o TCU, itens com sobrepreço foram identificados em diversos pontos, como na contratação de mão de obra, equipamentos da montagem e na execução do projeto. Diante dos indícios, o relator do processo no TCU, ministro Benjamin Zymler, determinou a realização uma Tomada de Contas Especial (TCE), visando que os valores cobrados a mais sejam devolvidos aos cofres públicos.

Em agosto, o TCU já havia identificado superfaturamento no valor de R$ 673 milhões na instalação das unidades de Coqueamento Retardado, que estavam sob responsabilidade de um consórcio encabeçado pela Camargo Corrêa.

Brasil 247

Notícias relacionadas