menu

Brasil

12/08/2015


TCU engaveta investigação sobre corrupção interna

O Tribunal de Contas da União ainda não deu seguimento à investigação sobre corrupção interna que envolve o advogado Tiago Cedraz, filho do presidente da corte, Aroldo Cedraz.

Desde 23 de julho, quando o tribunal anunciou uma apuração sobre o caso, os trabalhos não tiveram avanço. Só nesta quarta-feira foi sorteado um relator para conduzi-los: Augusto Nardes – relator das contas de Dilma Rousseff.

Um dos alvos da operação Politeia, Tiago foi acusado em delação do dono da UTC, Ricardo Pessoa, de receber R$ 50 mil mensais para vender informação do tribunal, além de R$ 1 milhão para influenciar em favor da construtora em processo sobre Angra 3.

A corte divulgou relatório que cita ao menos 79 visitas dele ao TCU, mas não informou para quais gabinetes ele se dirigiu.

Brasil 247

Notícias relacionadas