menu

Brasil

29/01/2016


Temer defende união nacional, destaca Motta e é lançado para 2018

NA PARAIBA

O Vice-presidente da República, Michel Temer, ocupou espaços políticos como presidente licenciado do PMDB, em João Pessoa, durante encontro com diversos lideres estaduais, para fazer campanha pró sua reeleição no cargo defendendo a união nacional para superar a grave crise econômica. Ele disse, em entrevista, que acha o processo de Impeachment enfraquecido. Já dirigentes pemedebistas, como o presidente da Fundação Ulisses Guimarães, Moreira Franco, criticou duramente a realidade nacional, mesmo sem citar o nome da presidenta Dilma Rousseff. O ex-governador Germano Rigoto, chegou a tratar Temer como candidato a presidente em 2018.

 

– Vivemos a maior crise de todos os tempos – declarou Moreira Franco, criticando a falta de rumos, “pois não sabemos nem tem quem nos recomende como sair deste grave processo econômico”.

 

Já Rigoto, depois de exaltar o novo programa “Pontes para o Futuro” anunciado pelo PMDB, fez uma avaliação conjuntural sobre as dificuldades a exigir reformas de impacto que até hoje não foram adotadas, em especial sobre o Pacto Federativo envolvendo União, Estados e Municipios e tratou Temer como “a pessoa certa para imprimir as reformas como nosso candidato em 2018”.

 

APOIO A MOTTA – Michel Temer fez elogios abertamente ao deputado federal Hugo Motta, candidato contra Leonardo Picianni à Liderança do PMDB na Câmara Federal, considerando-o uma das revelações do partido no Legislativo Federal.

 

– Hugo Motta é um quadro excelente, que tem sabido crescer na Câmara Federal – afirmou.

 

COM DILMA- Temer disse,em entrevista, que a relação com a presidenta Dilma Rousseff está refeita e com situações passadas já resolvidas.

 

– Temos as relações refeitas – declarou.
 

Notícias relacionadas