menu

21/03/2019


Temer reage à prisão considerando ato como barbaridade

Preso na manhã desta quinta-feira (21), Michel Temer chamou de “barbaridade” a sua detenção pelos agentes da Lava Jato do Rio. Ele estava em São Paulo. A sua reação foi relatada ao jornalista Kennedy Alencar.

A prisão foi executada com base na delação premiada do operador financeiro Lúcio Funaro. Os agentes da PF também receberam planilhas fornecidas pelos doleiros Vinícius Claret, o Juca Bala, e Claudio Barbosa, o Toni, nas quais aparecem transferências para Altair Alves Pinto, apontado como operador do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB-RJ).

De acordo com os doleiros, Altair era “o homem da mala” que repassava dinheiro para Eduardo Cunha e para Temer

Notícias relacionadas