menu

Brasil

23/05/2016


Temer vai abrir pré-sal a estrangeiros, confirma chefe da Casa Civil

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que o governo Michel Temer apoiará o projeto aprovado no Senado que flexibiliza a exigência de ter a Petrobras como operadora única e obrigatória do pré-sal. "O momento exige do governo a máxima sensibilidade para trazer de volta e estimular as parcerias com o setor privado. Nesse caso, a atividade pode perfeitamente ser partilhada com o setor privado, sem excluir a preferência da Petrobras", afirma.

Em entrevista ao Valor, Padilha indica ainda que não haverá redução do preço da gasolina: "Se a Petrobras está em situação delicadíssima […], seria irresponsabilidade". Segundo ele, o aumento da Cide para compensar a queda no valor do combustível “estrangula a Petrobras", justifica.

Padilha confirma ainda cortes do governo interino de Temer: "Muitos programas serão suspensos, é óbvio, se temos todo esse déficit. Mas não revogados!" Nem a suspensão para revisão atingirá os indispensáveis. "Precisaremos de gerenciamento, fazer mais com menos". 

Notícias relacionadas