menu

Brasil

21/08/2015


Teori promete rapidez na análise das denúncias

Após receber as denúncias do Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o relator dos inquéritos da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Teori Zavascki, garantiu rapidez na análise. “Serei rápido”, disse.

No caso do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), na sequência, as peças serão submetidas à votação no plenário do STF. Se a maioria dos onze ministros aceitar as denúncias, o inquérito vira ação penal e o parlamentar, réu no processo.

No caso do senador Fernando Collor (PTB-AL), a denúncia será examinada pela Segunda Turma do tribunal, composta de cinco ministros.

Brasil 247

Notícias relacionadas