menu

Pernambuco

05/12/2016


Tiroteio no Bompreço de Olinda termina com presos e feridos

Uma operação da polícia para desarticular uma quadrilha de tráfico de drogas causou pânico no Hiper Bompreço de Olinda, na Avenida Governador Carlos de Lima Cavalcante, em Casa Caiada, na tarde desta segunda-feira. Militares do 1º Batalhão chegaram ao estacionamento do supermercado com dois suspeitos no intuito de localizar um homem que estaria vendendo e trocando drogas por carros no local. Ao perceber a emboscada, o suspeito efetuou diversos disparos contra os policiais. Na troca de tiros, por sorte, não houve feridos. No entanto, ao tentar escapar, o suspeito acabou atropelando uma idosa de 70 anos. Para tentar impedir a fuga, um policial trancou o carro do suspeito. Na batida, o traficante feriu a cabeça no volante.

De acordo com o 1º Batalhão da Polícia Militar, seis policiais participavam da operação e cinco pessoas foram presas, mas o caso ficará sob responsabilidade do delegado Diego Acioly, do Departamento de Polícia de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri). A investida aconteceu por volta das 15h45. Ainda durante o tiroteio, um policial se jogou no chão para se proteger e acabou deixando o celular cair. Dois homens em uma bicicleta pegaram o telefone e tentaram fugir, mas também acabaram presos.

Seis viaturas da Polícia Militar foram deslocadas para a ocorrência. Outras duas motolâncias e três viaturas do Corpo de Bombeiros também foram acionadas, às 15h55, para o resgate das vítimas. A idosa, Ângela Lopes Ferreira Andrade, que mora em frente ao Bompreço, foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Os presos que já estavam sob custódia da PM durante a operação foram presos na Avenida Agamenon Magalhães, no Recife.

Confira a nota divulgada pelo Bompreço a respeito do crime

A empresa confirma o fato ocorrido nesta tarde na entrada do estacionamento da loja Hiper Bompreço de Olinda. Além do suspeito, um cliente ficou levemente ferido após sofrer uma colisão de um dos carros que participaram da perseguição policial. O SAMU foi prontamente acionado e o cliente recebeu os primeiros socorros no local. A empresa colabora com as autoridades na investigação do caso.

Diário de Pernambuco

Notícias relacionadas