menu

Brasil

24/04/2014


Trens Turísticos são tema de seminário em São Paulo

Turismo

O Ministério do Turismo (MTur) participa nos dias 25 e 26 de abril, em Jaguariúna (SP), do Seminário Nacional “Trens Turísticos do Brasil”. O assessor especial, Gonzalez Aves, apresentará uma palestra sobre a importância do segmento no país, nesta sexta-feira (25), às 10 horas, no Teatro Municipal Dona Zenaide, no Centro.

O Ministério do Turismo já investiu, desde 2004, cerca de R$ 20 milhões na implantação de trens turísticos e na recuperação de estações e trechos ferroviários, um segmento que ajuda a preservar o patrimônio histórico ferroviário e movimenta o turismo brasileiro. Dos 54 contratos de obras de infraestrutura, 29 já foram concluídas e o restante está em andamento.

O evento contará com a presença de profissionais especializados em turismo e em transporte sobre trilhos. A Secretaria Municipal de Turismo de Jaguariúna irá divulgar e promover as nove cidades do Circuito das Águas Paulista para que os participantes tenham a oportunidade de visitar e conhecer a região.

“Além de atrações turísticas, os trens fazem integração de culturas e movimenta a economia, gerando empregos”, disse o Gonzalez Aves.

O Brasil tem hoje 18 ferrovias regionais que somam 22 mil quilômetros em 19 estados. O uso da malha ferroviária ajuda a gerar emprego e renda, promove a integração regional e diminui a ociosidade de trechos ferroviários. Segundo o inventário da Rede Ferroviária Federal, são 115 locomotivas e 222 carros transportando passageiros pelo país.

São 33 trens turísticos em operação, todos na região Sul e Sudeste do país. Para o secretário nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz, o uso de trens para o turismo “abre portas para novos investimentos e permite a criação e o fortalecimento de novos destinos e centros históricos”, afirma.

Mesmo desativadas, algumas estações ferroviárias atraem turistas e funcionam como polos culturais. A estação ferroviária de Joinville, em Santa Catarina, é hoje patrimônio histórico do estado e ponto turístico da cidade. Ela recebeu R$ 220 mil do MTur para reforma e está aberta para visitações, com entrada gratuita.

O mesmo aconteceu com a estação ferroviária da cidade de Rio das Flores (RJ) e com a antiga estação ferroviária de Passo Fundo (RS), ambas recuperadas com o apoio do MTur. O parque da Gare, onde fica a estação de Passo Fundo, é um ponto turístico usado para a prática esportiva, exposições culturais e artísticas.

Ministério do Turismo 

Notícias relacionadas