menu

Sergipe

17/06/2015


Tribunal de Justiça julga recurso de ilegalidade da greve

Na manhã desta quarta-feira (17) os professores realizam ato público em frente Tribunal de Justiça de Sergipe durante o julgamento pelo pleno do Tribunal de Justiça o Agravo Regimental do SINTESE que contesta a decisão limitar do desembargador José dos Anjos sobre da ilegalidade da greve dos professores da rede estadual.

Os desembargadores do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) votaram o recurso sobre a decisão de decretar a greve dos professores da rede estadual ilegal. Até as 10h45, nove magistrados já haviam votado, sete deles contra o recurso e dois que defendem que a greve é legal.

A greve iniciada em 18 de maio foi decretada ilegal quatro dias após pelo desembargador José dos Anjos, que concedeu liminar favorável a ação movida pelo Governo do Estado de Sergipe.

A expectativa dos professores era que o pleno do Tribunal de Justiça fizesse valer a lei de greve e a súmula do Supremo Tribunal Federal que garante aos servidores públicos de todo Brasil o direito de realizar greve como instrumento de reivindicação dos direitos.
 

Jornal da Cidade

Notícias relacionadas