menu

Internacional

08/03/2020


Trump manda Bolsonaro evitar tecnologia chinesa da Huawei no 5G

PALM BEACH, Estados Unidos (Reuters) – O governo norte-americano vê a entrada da chinesa Huawei no mercado de 5G brasileiro como um possível impedimento para o desenvolvimento de uma relação forte de cooperação na área de defesa e inteligência entre Brasil e Estados Unidos, disse nesta sábado um assessor de alto escalão da Casa Branca em um briefing sobre o encontro entre os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump.

Até agora, o governo brasileiro não impôs nenhuma restrição à entrada da Huawei, uma das únicas empresas com tecnologia 5G, no Brasil. Até pelo interesse das empresas que operam no Brasil em adotar a tecnologia chinesa. No entanto, o leilão, inicialmente programado para março, foi adiado para outubro e agora deve ficar para 2021.

“Então, isso é realmente um tema de segurança nacional para nós, e também deveria ser para o Brasil. Claramente o Brasil não vai querer que os chineses, através da Huawei ou outros meios, coloquem em perigo a privacidade dos seus cidadãos ou a segurança da sua infraestrutura através da penetração nessas redes”, disse o auxiliar de Trump.

Até agora, o governo brasileiro não impôs nenhuma restrição à entrada da Huawei, uma das únicas empresas com tecnologia 5G, no Brasil. Até pelo interesse das empresas que operam no Brasil em adotar a tecnologia chinesa. No entanto, o leilão, inicialmente programado para março, foi adiado para outubro e agora deve ficar para 2021.

“Então, isso é realmente um tema de segurança nacional para nós, e também deveria ser para o Brasil. Claramente o Brasil não vai querer que os chineses, através da Huawei ou outros meios, coloquem em perigo a privacidade dos seus cidadãos ou a segurança da sua infraestrutura através da penetração nessas redes”, disse o auxiliar de Trump.

Notícias relacionadas