menu

Bahia

11/10/2016


Turismo religioso em Bom Jesus da Lapa aquece economia baiana

O município de Bom Jesus da Lapa, localizado a 902 quilômetros de Salvador, celebra a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, no feriado desta quarta-feira (12 de outubro).

Com forte tradição no turismo religioso, a cidade, que realiza em agosto a terceira maior romaria do país, a de Bom Jesus da Lapa, tem a rotina alterada com eventos católicos, que atraem visitantes de várias partes do País.

Aos moradores, juntam-se visitantes e romeiros que movimentam pousadas, hotéis, bares, restaurantes e o comércio em geral.

São pessoas de Minas Gerais, São Paulo, Brasília, Goiás, Espírito Santo e de municípios baianos, como Salvador. De acordo com o reitor do Santuário de Bom Jesus da Lapa, padre Devaldo Menez, só na quarta-feira são esperadas cerca de 50 mil pessoas.

O Hotel La Grutta, a 100 metros do Santuário, está com os 46 leitos reservados, desta terça (11) até a próxima segunda-feira (17). Após o último final de semana lotado, o Palace Hotel está com quase a metade dos 21 leitos reservados. Outro segmento que aguarda boa movimentação é o de lembranças e artigos religiosos.

Leonardo Farah, dono de uma loja de artigos de couro e artesanato em madeira e barro, espera que o movimento seja o triplo de uma semana normal. “As festas religiosas mexem com a cidade toda”, atesta.

A infraestrutura se volta para atender romeiros e visitantes, com aumento de funcionários nas áreas de limpeza, segurança, guias de turismo, além de dinamizar os espaços culturais. Localizado no oeste baiano e banhado pelo Rio São Francisco, o município, conhecido como “capital baiana da fé”, agrada a todos os visitantes.

Programação 

O tríduo preparatório para o dia festivo segue até esta terça-feira (11). Na quarta (12), o santuário abrirá as portas às 5h, e a primeira missa, ao ar livre, acontece às 6h30, seguida de celebrações às 8h30 e 11h.

À tarde, são realizadas as bênçãos. Às 18h, uma procissão sai do santuário pelas ruas da cidade. No retorno, ocorre a missa solene. Os festejos são encerrados com show de músicas católicas.

Datado do século XVII, o conjunto de grutas recebeu, recentemente, nova iluminação cênica, com a instalação de 150 projetores de alta potência, com baixo consumo de energia, na torre e na gruta, numa ação do Governo do Estado.

A iluminação com lâmpadas de LED valoriza a beleza, protege o local da umidade e ajuda a conservar altares e esculturas. Também foram instaladas câmeras de monitoramento na entrada da gruta.

Tribuna da Bahia

Notícias relacionadas