menu

Internacional

20/12/2016


Único suspeito detido após ataque em Berlim é liberado por falta de provas

As autoridades alemãs liberaram nesta terça-feira (20) o único suspeito detido após o ataque a uma feira natalina em Berlim, na Alemanha. Os promotores afirmam que não havia provas suficientes para manter o paquistânes preso.

"A pessoa suspeita, detida depois do ataque, foi colocada em liberdade nesta terça-feira por ordem da Procuradoria Federal", diz comunicado do órgão a respeito do paquistanês. "As provas forenses obtidas até o momento não proporcionaram evidências da presença do acusado na cabine do caminhão durante o crime", afirma.

Doze pessoas morreram em um atentado na noite desta segunda-feira (19), quando um caminhão invadiu uma feira natalina em Berlim. Outras 49 pessoas ficaram feridas de acordo com a BBC. O número chega a 52, segundo o jornal "Washington Post".

Pouco depois que o suspeito foi liberado, o ministro alemão do Interior Thomas de Maiziere disse que não há dúvidas de que se trata de um ataque, mas que os motivos ainda não estão claros. Ele também disse que ainda não se sabe se há estrangeiros entre as vítimas, mas nenhuma criança morreu no ataque.

Na manhã desta terça, o chefe de polícia de Berlim afirmou que não estava claro se o paquistanês preso após o atropelamento era o motorista do veículo. Após ser detido em um parque, o suspeito negou envolvimento com o ataque.

Inicialmente, a polícia tinha informado que o suspeito foi preso após ser perseguido por cerca de 2 km por uma testemunha, que manteve contato por telefone com a polícia, segundo a agência de notícias France Presse.

O jornal “Bild” citou fontes da segurança para informar que o suspeito se chama Naved B., segundo a Reuters. Em casos como esses, as autoridades alemãs normalmente não divulgam o sobrenome completo, citando apenas uma inicial.

Quando e onde aconteceu o ataque?

O ataque aconteceu por volta das 20h locais (17h, no horário de Brasília), quando muitos turistas e moradores faziam compras em uma movimentada feira de Natal de Berlim.

O local exato em que um caminhão atropelou diversas pessoas, deixando 12 mortos, foi a praça Breitscheid, bastante frequentada tanto por moradores locais quanto por turistas. Seis alemães foram identificados entre as vítimas fatais.

No ponto central da Breitscheid, ficam as ruínas da igreja Kaiser Wilhelm, que foi construída nos anos 1890 e depois bombardeada em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial. Lá, funciona um memorial que é um marco de Berlim ocidental.

Além disso, a praça fica na avenida Kurfüerstendamm, a principal da região oeste da capital alemã.

G1
 

Notícias relacionadas