menu

Brasil

05/12/2013


Valdemar Costa Neto admite erros e diz que vai se entregar

Mensalão

O deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado a 7 anos e 10 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo que apurou o esquema do mensalão, informou, por meio de sua assessoria, que reconhece ter cometido erros e que, assim que for informado oficialmente sobre sua prisão, irá se entregar.

A prisão de Valdemar foi autorizada nesta tarde e deverá ocorrer ainda hoje. Além do deputado do PR, mais três condenados do mensalão também tiveram suas prisões decretadas: os ex-deputados Pedro Corrêa (PP-PE) e Bispo Rodrigues (ex-PL, atual PR) e o ex-funcionário do Banco Rural Vinicius Samarane.

A Polícia Federal já está em posse dos mandados expedidos. Uma equipe já foi mobilizada para cumprir as ordens de prisão e todos os advogados já foram comunicados. A expectativa da PF é de que todos se entreguem nas próximas horas.

Costa Neto preferiu não falar pessoalmente sobre o assunto, alegando que prefere não comentar decisões judiciais. O deputado, que mora em Brasília, estava na Câmara na tarde desta quinta-feira quando ficou sabendo sobre a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, de rejeitar os embargos infringentes apresentados por sua defesa.

Notícias relacionadas