menu

Brasil

31/05/2016


Vale teria adulterado dados sobre a lama no desastre de Mariana

Após o rompimento da barragem que deixou mortos em Mariana, na região Central do Estado, a Vale teria adulterado dados sobre a lama. A informação é da Folha de S. Paulo desta terça-feira (31).

De acordo com a publicação, o jornal teve acesso ao relatório da Polícia Federal. Segundo o documento, a Samarco, mineradora que pertence à Vale, gerava na região lama e arenosos. Porém, um mês após a ruptura da barragem, a Vale teria modificado os documentos oficiais sobre o teor de concentração de minério em Mariana.

A empresa teria adulterado os últimos Relatórios Anuais de Lavra (RALs) que havia enviado ao Departamento Nacional de Produção Mineral. A intenção era “iludir as autoridades fiscalizadoras”.

Por meio de nota, a Vale afirmou que realizou auditoria nos dados informados ao governo anteriormente para “corrigir o que cabia”. Segundo a empresa, as alterações foram avisadas à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal.

iG

Notícias relacionadas