menu

Economia

04/01/2017


Vendas de veículos registra pior resultado em 11 anos no País

De acordo com o balanço divulgado nessa quarta-feira (04) pela Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a venda de veículos novos obteve queda de 20,29% no ano passado se comparado com 2015. Segundo a Fenabrave, 3,17 milhões de unidades foram emplacadas no decorrer de 2016 contra 3,98 milhões em 2015.

A queda nas vendas de automóveis teve queda de 19,42% em dezembro ao se comparar com o mesmo mês de 2015. No período houve a comercialização de 298,9 mil unidades. O resultado representa, no entanto, um crescimento de 14,32% sobre novembro, quando as vendas ficaram em 261,4 mil unidades.

"O resultado positivo em dezembro, que teve 22 dias úteis, foi reflexo de dois dias a mais de vendas em relação ao mês de novembro. Além disso, as promoções que foram oferecidas e o incremento do 13º salário no orçamento das famílias contribuíram para o resultado positivo do último mês de 2016”, apontou o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, em relação às tradicionais altas nas vendas ocorridas em dezembro.

Ônibus e caminhões foram os segmentos com maior retração ao longo de 2016, sendo vendidos 13,6 mil ônibus, resultado considerado 32,92% menor do que em 2015. No mesmo período, 50,2 mil caminhões foram vendidos, o que representa queda de 29,92% em relação ao ano anterior.

Segundo Assumpção, o ano de 2016 foi considerado o pior da história da distribuição de veículos no Brasil ao longo dos últimos 11 anos. "Este foi um dos setores da economia que mais sofreu com a crise econômica e política do País. O mercado retroagiu a volumes equivalentes aos anos de 2005 e 2006. Este resultado deve-se a fatores já comentados ao longo do ano passado, como a queda acentuada do PIB, incertezas geradas pela política, desemprego, baixo índice de confiança do consumidor e de investidores, entre outros", afirmou.

Queda nas vendas

Em 2016, as vendas de automóveis decaíram 20,47%. Estima-se que 1,68 milhão de unidades foram emplacados no ano passado, contra 2,1 milhões em 2015. Em dezembro do mesmo ano foram contabilizados 170 mil carros emplacados, uma alta significativa de 14,32% se comparado ao mês de novembro. Em contrapartida, na comparação com dezembro de 2015, percebe-se uma queda de 12%.

Em relação às motos, também houve um processo de retração nas vendas, com queda de 21,62%. No total, 998 mil unidades foram vendidas em 2016, contra 1,27 milhão em 2015. Com isso, o resultado de 83,6 mil unidades vendidas em dezembro, representa uma amarga redução de 36,26% nas vendas.

iG

Notícias relacionadas