menu

Internacional

17/02/2020


Venezuela suspende voos da TAP por 90 dias após tio de Guaidó viajar portando explosivos

A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, anunciou nesta segunda-feira (17/02) que o país suspendeu atividades comerciais da companhia aérea portuguesa TAP Air Portugal em território venezuelano por noventa dias. A medida vem após o governo venezuelano deter Juan José Márquez, tio do autoproclamado presidente Juan Guaidó, por ter pousado no aeroporto de Caracas portando “substâncias de natureza explosiva” quando retornava ao país em um voo da TAP.

“A companhia aérea TAP ´Air Portugal foi suspensa por noventa dias em razão às graves violações dos regulamentos da Aeronáutica Civil venezuelana, sem prejuízo de multas e procedimentos administrativos que possam ocorrer. Venezuela se respeita”, disse a vice-presidente.

O voo em que o tio do deputado opositor veio de Lisboa, capital de Portugal. Segundo a emissora venezuelana VTV, além da denúncia sobre Márquez, a suspensão também está sustentada nas investigações de que a companhia aérea violou as normas de segurança em relação à lista de identificação ao omitir a verdadeira identidade de Guaidó da listagem dos passageiros do voo TP173.

Notícias relacionadas