menu

Brasil

05/06/2014


Vereador cobra Plano de Recuperação para conter erosão marítima na orla

Alagoas

A erosão marítima nos bairros de Trapiche e Pontal da Barra vem comprometendo a estrutura física da orla e impedindo a utilização do espaço por moradores. Na sessão desta quinta-feira (05), o vereador Guilherme Soares (PROS), presidente da Comissão do Meio Ambiente da Câmara de Maceió, cobrou a implantação do Plano de Recuperação de Área de Degradação (Prad) para recuperar área.

De acordo com o parlamentar, somente com elaboração Plano de Recuperação a gestão pública de Maceió poderá obter resultados positivos com obras executadas para conter o avanço do mar. “Já foram feitas diversas tentativas para conter o avanço do mar, mas não teve efeito nenhum, pois o mar volta a avançar e destruir tudo que foi feito. Qualquer investimento que for feito nessas áreas será dinheiro jogado fora”, detalhou Soares.

Guilherme Soares relembrou o ofício enviado ao prefeito Rui Palmeira no ano passado, solicitando a contratação de técnicos para elaborar o Plano. “A erosão já destruiu o calçadão no Pontal da Barra e já está destruindo os equipamentos para exercícios físicos instalados no Trapiche da Barra. Aquela área no Pontal ficará totalmente comprometida caso não seja tomada uma medida eficiente”, afirmou o vereador.

Destacando a situação ambiental de Maceió, Soares lembrou o grande potencial turístico da cidade, no entanto, lamentou não contar com uma política pública efetiva para o meio ambiente. Como exemplo, ele citou a cobertura de saneamento básico na capital que atualmente é apenas de 24% e a poluição de riachos e rios. “A situação ambiental a qual podemos enquadrar a nossa capital é preocupante, pois mais de 80% dos nossos riachos e rios estão poluídos, aquíferos subterrâneos estão contaminados, a cobertura vegetal é desproporcional a sua população. Além disso, temos ocupações irregulares nas áreas de encostas, mangues e lagoas poluídas, áreas verdes devastadas, esgotos correndo a céu aberto, e uma parcela considerável de praias sem balneabilidade”, reforçou.

Por fim, ele ressaltou que é muito importante que todos participem dessa reflexão. “Por isso, proponho um desafio para juntos, Legislativo, Executivo, Judiciário e empresas privadas, transformar Maceió na capital de modelo de qualidade de vida”, afirmou.
 

Notícias relacionadas